Header

Lecha Dodi

fevereiro 8th, 2012 | Posted by admin in Kabalah | Letras Sagradas | Mestres | Músicas - (0 Comments)

imagem da web

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Transliterado também como Lechah Dodi, Lerrá Dodi ou Lekhah Dodi

O autor da cantiga é o Rav Shlomo HaLevi Alkabetz, grande cabalista que viveu durante o século XVI.

Hebraico                      Transliteração
לכה דודי לקראת כלה      Lechá dodi licrat kalá
פני שבת נקבלה               penê Shabat necabelá

התעוררי התעוררי           Hitoreri hitoreri
כי בא אורך קומי אורי      Ki ba orech kumi ori
עורי עורי שיר דברי         Uri uri shir daberi
כבוד יי עליך נגלה           Kavod A-do-nai alaich niglá

Português

Vem, meu querido, ao encontro da noiva
vamos receber o Shabat que surge
Desperta, desperta!
Porque a tua luz se levanta, o teu dia chega
ilumina, ilumina e entoa cânticos
A Glória do Senhor (YHWH) resplandece sobre ti

 

Lecha Dodi, gravada pela AD’OR – voz de William Tito.

LECHA DODI

 

 

Rav Alkabetz

fevereiro 8th, 2012 | Posted by admin in Kabalah | Mestres - (0 Comments)

Rabi Shlomo Alkabetz

 

Rabi Shlomo Alkabetz foi um dos maiores cabalistas que viveram em Szfat (Safed) na época de grandes mestres da Kabalah, como Rabi Moshe Cordovero (RAMAK) e Rabi Isaac Luria (ARI ou Arizal).

Rabi Shlomo nasceu em Salonica por volta de 1500. Estudou Torá com Rabi Yossef Taitatzak.

Rabi Shlomo chegou a Safed por volta de 1535, onde se estabeleceu.

Somente na Terra Santa, ele insistia, alguém podia desvendar os segredos da Torah“.

Rabi Shlomo atribuía muito da sua profundidade de compreensão ao seu costume de se prostrar nas tumbas dos tsadikim. Muitos estudantes se reuniam a sua volta, incluindo Rabi Moshe Cordovero (Ramak), que desposou a irmã de Rabi Shlomo Alkabetz.

Parece, no entanto, que Rabi Shlomo mais tarde se tornou aluno do Ramak, um testemunho da sua humildade. Rabi Yossef Caro foi outro aluno de Rabi Shlomo.

Rabi Shlomo é mais conhecido pelo seu hino Lecha Dodi, entoado na recepção ao Shabat.

Foi composto segundo os ensinamentos cabalistas sobre a subida da sefirá de malchut (a alma) no Shabat,

e expressa o anseio da alma pela Redenção.

O hino tornou-se tão popular que foi incorporado à liturgia juidaca no Shabat de toda comunidade.

Rabi Alkabetz faleceu em 1580 e está enterrado em Safed.