Sabedoria Egípcia

Posted on

Ciência das Estrelas

cropped-Barca.jpg

A Sabedoria Egípcia, ou Ciência das Estrelas,  é um dos pilares da Linha Adoriana de Pensamento.

A Ciência das Estrelas era a sabedoria da espiritualidade egípcia.
Buscava reconectar o Homem com a própria alma e com o ambiente ao seu redor.
Explicava de onde viemos, porque vivemos aqui e para onde poderemos ir.

Hoje, aqueles ensinamentos antigos nos ajudam a perceber um propósito maior na vida e um sentido para tudo que vivemos. 

“A alma, BA para os egípcios, quando deixa o corpo físico era representada por um pássaro com cabeça humana.
Estamos habituados a dizer que temos uma alma. Quando, na verdade, somos uma alma e possuímos um corpo.”

Saat Maet

Anubis_alto

Os deuses egípcios, ao contrário do que muita gente pensa, não significam que o povo egípcio era politeísta…
Eles guardavam um respeito tão grande pelo Criador que não podiam falar dele diretamente.
 Os deuses representavam atributos do Deus Único.
 Eles inspiravam os antigos egípcios a buscarem desenvolver neles esses atributos.
 E, assim, serem pessoas melhores na vida. Melhores diante do Absoluto.

A Kabalah também explica que precisamos aprender a desenvolver um ser humano melhor dentro de nós.
Por isso, estudamos o esquema da Árvore da Vida, onde cada Sendero (Sefirah) representa também atributos do Criador de tudo.
A Linha Adoriana de Pensamento une essas duas sabedorias e atualiza para os tempos de hoje, ou seja, ajuda a transformar esse corredor que é a vida, para alcançarmos a porta do mundo espiritual.

Antigo Egito

Estudamos os ensinamentos de sábios e grandes hierofantes, principalmente dos períodos das dinastias V e XVIII, entre eles: Imhotep, Ptahotep e o faraó Akhenaton.

Os antigos egípcios diziam:
se quer conhecer o futuro, olhe para o passado”.
Era uma forma de dizer que nada de novo acontece, tudo se repete, e olhando para o passado podemos prever e mudar a nossa própria história.

Estudamos o modo de vida daquela civilização, sua economia, política e religião, buscando entender como aquele povo conseguiu unir toda uma nação em prol de um único propósito: uma vida digna, imbuída de um sentido de verdade e retidão e com um profundo respeito e reverência ao sagrado.

Os egípcios compreendiam e conviviam com a Natureza e espelhavam essa percepção em sua arquitetura e modo de vida. A ciência mística repassada na Iniciação, dentro e fora dos templos, possibilitava ao povo construir as bases de uma evolução espiritual, fazendo-o sentir-se parte da Criação e buscando completar a Obra do Criador.

Encontramos nos ensinamentos dos antigos egípcios verdades milenares que se aplicam aos tempos atuais.

O Egito está presente nos nossos cursos, palestras, nos atendimentos, nas meditações que auxiliam na harmonização dos estados físico, mental e emocional.

“Uma sabedoria, uma verdade, traz uma força encerrada em si mesma. Ela não morre, ela vence o tempo. Passam-se milênios e ela continua existindo.

Saat Maet