Meditando com o Tarot

O Tarot é como um livro. Esse livro, composto por arcanos, explica a história e a trajetória do ser humano. Cada arcano fala de um ensinamento e de uma prática para alcançar a iluminação.

Os arcanos nos ajudam a olhar para hoje e para o passado na busca de sermos melhores e nos entendermos. Desta forma, desvendar o arcano significa no fundo, desvendar a nós mesmos. Meditar no arcano é, na prática, buscar um contato com nossa natureza interior e espiritual.

Para meditar com o arcano, é preciso ‘visualizar’ cada carta como uma vivência. Desta forma, vamos mergulhando nos símbolos, números, histórias e alegorias trazidas pelo Tarot. Em cada arcano existe uma ética a ser descoberta e entendida. Que precisa ser integrada à vida ou desenvolvida dentro de nós, como um atributo.

Com os seus mitos e arquétipos, os arcanos falam para nós sobre as relações com as pessoas e o mundo, sejam essas relações íntimas ou triviais. Questionam se conhecemos nosso corpo, nossa mente e emoções. Explicam sobre a construção de crenças, dogmas e verdades absolutas. Sinalizam que a vida é feita de fases e nos alertam para os perigos de um ego indomado. O Tarot nos ensina que devemos buscar a harmonia entre os reinos mineral, vegetal e animal e, ao mesmo tempo, nos pede para nos posicionarmos no nosso próprio reino: o humano. Cada arcano é como uma viagem por uma ciência esotérica.

Assim, por exemplo, caminhar com o arcano da Imperatriz seria, entre outras coisas, lembrar da experiência da maternidade. Olhar para as mulheres, para as mães, para o feminino. Mas também para um feminino além das mulheres, que está na polaridade de todos os seres vivos. Significa, ainda, se permitir sentir a terra, as plantas, os animais, entrar em contato com os domínios da própria Mãe Vida. Estar na companhia da força que modela a vida e anima a natureza. A Imperatriz representa, desde a mulher que recebe o feto e o nutre durante nove meses, esperando que ele se forme e venha à vida, até uma mãe mítica, uma força espiritual que abraça toda a vida e que ensina a humanidade através dos acontecimentos.

O contato com a sabedoria dos arcanos está para além dos conceitos teóricos. Esse contato é realizado, de fato, de forma lúdica e prática. Esta prática permite viajar pela mística desse instrumento espiritual. Entretanto, o estudo do arcano é fundamental para poder viver integralmente sua sabedoria. Estudando-o, vamos encontrando verdades que tocam nosso interior e, ao mesmo tempo, falam de princípios e leis universais. Assim, caminhando com essas 22 forças que compõem os Arcanos Maiores do Tarot, vamos descobrindo a vida.

E seguindo por essa trilha vamos nos aproximando da nossa alma e do Criador.

Paulo Dantas
______________

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *