Header

Quem ama…

agosto 6th, 2007 | Posted by admin in Conscientização | Poemas | Textos - (9 Comments)

[photopress:rosa.jpg,full,pp_image]

Quem ama… antes de tudo
AMA e sabe que ama.
Quem ama percebe o outro,
entende, apóia, olha no olho
Quem ama dá amor,
atende, se dá, se entrega
Prepara a terra, aduba,
põe a semente, rega,
cuida, estende a mão
Ajuda, pensa junto,
se associa, investe,
encontra solução…
Quem ama desenrola,
acumplicia, vibra, não compete,
confia… joga no mesmo time,
deseja trilhar a mesma senda,
ajusta o passo pra chegar junto
Quem ama faz, não pergunta,
corre junto, sabe que é…
Quem ama se estica, alarga,
dilata o coração
E não faz do outro sua tábua de salvação…

Quem ama sabe do que
eu estou falando

E nunca responsabiliza o Amor
por dores, perdas ou danos…

M. Tânia Carvalho

AGOSTO

agosto 3rd, 2007 | Posted by admin in Poemas - (0 Comments)

Finalmente cheguei.
Voltei com Vontade,
uma Verdade
que me acompanha há tempos…

Cheguei com o Sol em Leão
Graças a Deus!!
Enfim chegou agosto também!
Mês que me renova a força do Sol
Agosto dos meus primeiros dias,
primeiras cores da manhã,
Sol do inverno que me aquece a alma
Força planetária ao redor do astro
que me guia o ser.
Ser no mundo, ser inteira nesse espaço
Ser o que vim Ser aqui
Terra, nuvens, atmosfera, céu, espaço celeste,
planetas, estrelas, sistemas e galáxias
Obrigada
Agradeço a todos que habitam
este universo de Deus

que me apóiam, que me dão força,
que me dão suporte para cumprir
aquilo que vim realizar aqui!

Eu gosto, eu aconteço,
eu refaço em agosto…

M. Tânia Carvalho

Notícias…

agosto 1st, 2007 | Posted by admin in Poemas - (3 Comments)

Mais uma brecha,
Um pouco mais de notícias…
A estrada é longa,
muitas subidas e descidas
Buracos não faltam no asfalto
que atravessa a paisagem
As árvores falam em cada curva
A música não fica para trás
O homem do farol avisa
que a tempestade já passou
O mar já está calmo e
que podemos navegar
por essas águas…
… até o próximo porto.

M. Tânia Carvalho

momentos na vida
em que damos voltas,
mas não saímos do lugar…
momentos em que a vida
dá voltas e não deixa nada como está…
Há outros momentos em que
aparecem novos rumos, novas portas
e que temos que decidir
se mudamos ou não o trajeto…
Mas existem os momentos (raros)
em que somos presenteados com uma ponte…
As pontes nos levam a encontrar
uma nova dimensão da vida que vivemos aqui.
As pontes não devem passar despercebidas…

M. Tânia Carvalho

Por Amor…

julho 18th, 2007 | Posted by admin in Textos - (7 Comments)

O Amor gira em torno da Terra
e dá motivo as criaturas…

Por amor,
as flores crescem e dão cores,
exalam alegrias espalhadas,
falam de perfumes que andam
na memória dos apaixonados…

(mais…)

(Certa vez… Sair dos ‘caminhos’ me deixou sem rumo
Precisei retornar… talvez… não sei ao certo…)

Quando (há muito tempo) peguei a ‘Estrada Real da Vida’
minha vida ganhou rumo e eu me descobri
Passei por vários caminhos e
não perdi o prumo
Andei calçada ou descalça
tudo dependia do trajeto… do momento…
(mais…)

VULCÃO

julho 16th, 2007 | Posted by admin in Ensinamentos - (2 Comments)

O vulcão parece descansar no meio da paisagem…
Um mundo, que gira a sua volta, ele parece ignorar
Mas o vulcão não dorme o sono dos justos.
Ele espreita seu próprio tempo
para não assustar o povo que vive ao seu redor.
O que será que grita dentro dele
que as pessoas parecem não suportar?
Será cansaço? Será desespero?
Não. O vulcão só espera… Eu sei…
Espera a ordem ou a corrupção da mesma
que por si só já é uma nova ordem.
Dentro dele encerra o desejo da comunhão
do que está dentro com o que está fora,
do que está acima com o que está abaixo
Ele vive e sabe o que vive,
mas os que o vêem de fora não sabem
das brasas guardadas por ele.
Parece que o vulcão as guarda em prece,
sem pressa de expor seu interior,
pois sabe dos perigos
que elas podem causar.
Parece que o vulcão aguarda a hora
do despertar de um povo
que ele conhece
de tanto ficar perto
e de tanto esperar

M. Tânia Carvalho (17/01/1996)

[photopress:kilimanjaro.jpg,resized,pp_image]

Tempo Amarelo

julho 14th, 2007 | Posted by admin in Linha Adoriana de Pensamento | Realidades - (4 Comments)

LÓGICA AMARELA

A rua anda deserta e amarelada
Pessoas não ficam molhadas pelo Sol,
não querem saber…
A alma dessa gente espreguiça dentro do ser,
reclama pelo direito de caminhar
Vejo que seus pés sangram na estrada vazia,
as pedras não foram transformadas
O que fazer?
O que os olhos vêem
a razão não permite sentir
O coração só sente
quando a mente se desprende
das causas que provocam
o efeito da compreensão.

M. Tânia Carvalho (09/05/98)

Meus Caminhos

julho 13th, 2007 | Posted by admin in Iniciação | Tarot - (3 Comments)

Vejo a estrada de terra.
Ela sempre é de terra.
Sei das outras paralelas
que correm em asfalto.
Algumas tem o chão de pedras
são paralelepípedos, são seixos,
são pedras eternas
(mais…)

Mudanças

julho 13th, 2007 | Posted by admin in Ensinamentos - (0 Comments)

Quando vejo sentido…
Adoro mudanças!
Elas são necessárias para
acompanhar o ritmo da vida!
Como é bom viver num mundo
de mil e uma possibilidades!!

M. Tânia Carvalho