Saturno em Capricórnio

Sim! Saturno ingressa em seu domicílio.
Após quase 30 anos, ele retorna a Capricórnio, signo que ele rege e onde está mais à vontade em sua caminhada no céu.
O que isso representa em termos de chamado para o coletivo? E para cada um de nós?

Saturno, na Astrologia, está relacionado com estruturas, responsabilidade, amadurecimento, realizações, restrições. E onde ele está as coisas tendem a andar mais devagar. Em Capricórnio, o que ele representa como planeta está amplificado, reforçado, como se a sua energia estivesse atuando em “dose dupla”.
E isso tem várias leituras possíveis.

Por onde Saturno passa, ele chama a uma grande avaliação sobre o modo como temos usado a energia daquele signo. No caso de Capricórnio, a avaliação passa pelo modo como temos construído nossas estruturas pessoais e sociais, o quanto temos sido responsáveis com as estruturas da nossa própria vida.
Avaliação do quanto se realizou, o quanto se conseguiu construir capacidades e utilizá-las, e o quanto se trabalhou para dar o melhor de si, com a consciência de estar fazendo o que é necessário a cada momento.

É momento de investir no fortalecimento ou mudança dessas estruturas. Isso vale tanto para relações, posses, trabalho; assim como padrões emocionais e formas de agir que precisam ser transformadas. E certamente os eventos irão mostrar a necessidade dessas mudanças.
É um bom momento para se dedicar às metas que se escolheu. As conquistas e o reconhecimento podem demorar um pouco para se concretizar.
Sob sua influência, o trabalho é constante, árduo e exigente. É importante compreender que nada vem de graça e que a dedicação é essencial.

Saturno é planeta que fala de esforço, trabalho duro. E também de reconhecimento – mas na medida apenas do que se realizou, do que se fez.

A palavra do momento é responsabilidade. Em toda e qualquer esfera da vida. É momento de se fazer responsável naquilo que se estiver realizando, buscar se preparar, ter noção das próprias capacidades e, acima de tudo, dos próprios limites.
Pode haver uma sensação de tempo perdido, de frustração, frente ao que não foi realizado, pois ele traz a consciência da passagem do tempo. E, estando em Capricórnio, este chamado é extremamente forte: o que se fez com o próprio tempo?

O que temos feito para tornar realidade aquilo com que sonhamos?
E também traz a objetividade e o amadurecimento.  Os sonhos são reais ou fazem parte de ilusões e fantasias?

As oportunidades devem ser bem aproveitadas. Ainda que não sejam na forma que se deseja, mas na que é necessária para o próprio aperfeiçoamento e evolução. Portanto, pode trazer o adiamento de projetos e sonhos, em nome do que precisa ser realizado naquele momento. E isso tem a ver, muitas vezes, com escolhas feitas anteriormente pela sociedade e por nós.

Saturno mostra também onde temos que aprender a ser melhores, em que temos que nos esforçar pela nossa evolução. Em Capricórnio, pede cuidado com o autoritarismo e a prepotência. Uma grande atenção para não sermos rígidos, preconceituosos, intolerantes. Pede atenção para a ambição, a competitividade e o egoísmo, que estarão colocados como aspectos nossos a serem corrigidos.

Corre-se o risco de ir ao extremo na energia do signo de Capricórnio, deixando de lado a sua polaridade, representada pelo signo de Câncer: a intimidade, a sensibilidade, o nutrir emocionalmente, o cuidar e o ser cuidado. O reconhecimento de que temos sentimentos, passado, memória, necessidades emocionais e pessoais.
As nossas estruturas – pessoais ou externas – passarão pelo crivo da sua utilidade. O que não tiver sido bem desenvolvido, aproveitado, utilizado, perderá sua função na nossa vida. Por outro lado, aquilo que já cumpriu com seu papel também sairá de cena, sejam relações, valores, trabalhos, funções… pede um exercício de distanciamento, desapego e objetividade para que a nossa vida seja mais autêntica, limpa e livre.

Sim, podemos dizer que ele nos prepara para a entrada em Aquário, daqui a uns dois anos e meio, livres do que é supérfluo, obsoleto e do que já não contribui com a nossa evolução.

Finalmente, uma outra leitura pode ser a partir de sua recente passagem por Sagitário, onde nos interrogou sobre a responsabilidade frente a nossas crenças, sobre o que aprendemos e sobre a nossa relação com a verdade e a justiça.

Ele agora pergunta: o que você realmente sabe? O que você vai fazer com o que você sabe? Você sabe porque experimentou ou só na teoria?
A experiência é uma outra palavra-chave para se entender Saturno. Em Capricórnio, ele vem testar o que se sabe e como se usa esse saber.
Por isso se diz que ele é um feitor, mas também o mestre protetor que nos dá a oportunidade de fazermos o caminho cada vez mais de acordo com o que a nossa Alma veio realizar.

Beatriz Pragana

Comentários